Sentimentos Nocivos - Depressão - Parte l

Oi gente, tudo bem com vocês? 
A partir de hoje teremos a Tag "Divã" 
onde iremos conversar à respeito de sentimentos, emoções, experiências, enfim,com o intuito de analisarmos melhor à nós mesmos, além de detectarmos sentimentos nocivos e porque não combatê-los, trata los?! E até mesmo melhorarmos como seres humanos.

Vamos nessa juntos?



Hoje vamos falar sobre uma doença muito comum no nosso dia-a-dia. Seja no trabalho, na escola, faculdade, amigos e até mesmo na família, sempre ficamos sabendo ou até conhecemos alguém com a tal depressão. Sem contar aquele que já passaram estão passando por isso na própria pele. 
Eu, Nany, fui uma dessas que sentiu na pele essa escuridão, esse vazio denominado depressão
Ela surgiu do nada? Não! Foram vários fatores que foram me levando a querer me esconder do mundo sabe?! Uma vontade de ficar sozinha, trancada no meu quarto sem ter q falar ou dar satisfação para ninguém. 
Nessa época, eu morava com meus pais, faz uns 8 anos se não me engano. E foi uma época bem difícil até para minha família, pois querendo ou não, família sofre junto. 
Eu tinha agonia só de ouvir o telefone de casa tocar, pois não queria falar com ninguém. Meu celular vivia desligado. Quando chegava visita em casa então, era um nervoso só. Não via a hora de irem embora, mesmo trancada ali no quarto. 
Quando eu tinha (era obrigada) a sair, minha pressão automaticamente ia à 9 por 8, 9 por 9.
Uma sensação horrível tomava conta de mim, eu sentia q ia morrer, que algo ruim iria acontecer. 
Sem contar esses sintomas também tinham as dores de cabeça, no corpo, no estômago, enfim, várias dores que me faziam parte do meu cotidiano. 
Na época eu namorava o meu atual esposo, e via o quanto ele sofria junto comigo, cheguei a terminar com ele por telefone e dizer que não queria mais vê lo, pois na minha cabeça era melhor para ele. Pois ele sempre querendo sair passear, ir ao cinema e eu tinha pavor disso. Só queria ficar em casa, no máximo no sofá assistindo filmes tristes e melancólicos. 
Mas ele se manteve firme, foi mais que um namorado foi (E é) um grande amigo, que me ajudou,  que esteve sempre ao meu lado. Sempre abrindo mão da vida dele, do lazer dele, para estar ao meu lado. Mesmo que emburrada, chorona e brigando por tudo. 
 

Obs: Só quero lembrar que não sou médica, nem profissional da área. Os posts serão baseados em minhas experiências pessoais.

Continua...

Quer ver a continuação? Se inscreve ali na caixinha
á direita escrito: "Siga o blog por email" e seja
avisado quando a Parte ll for postada.

Gostou do post? Tem alguma experiência parecida?
Deixe seu comentário.

Beijos

10 comentários:

  1. Muitas vezes somos vitimas desse sentimento... ja passei por crises de ansiedade que tambem eh horrivel... mas totalmente controlavel...
    Esses sentimentos nada mais sao que uma resposta a nossas emocoes sufocadas... a falta de meditacao e acima de tudo da crença!
    Amei a tag... vou acompanhar todas se Deus quiser... bjaooo!
    Www.renatamassa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tive crises de ansiedade também Re, uma falta de ar, coração acelerado
      sem motivo aparente...triste!
      Obrigada Reeee!
      Beijos e te espero por aqui então ;)

      Excluir
  2. Nani já ouvi falar muito sobre depressão e imagino o quanto deve ser difícil,mais graças a Deus hoje vc está bem,que Deus ilumine seus caminhos bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém com certeza agora estou sim Danny <3
      É horrível...
      Beijos lindona!

      Excluir
  3. É uma luta diária mas só Deus pra nos libertar ����
    Amei o post Nany, acho muito importante falar disso, ainda existe muito
    Preconceito sobre depressao ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Ju!
      Que bom que gostou.
      Ah sim, muita gente ainda vê como "frescura" ou "doença de rico"
      Bjs

      Excluir
  4. Nany, amei o seu Post e a proposta de abordar temas que muitas pessoas não têm com quem conversar. Realmente é uma doença complicada. Por isso é importante o acolhimento e compreensão de quem está próximo, muita fé em Deus, acompanhamento clínico e terapêutico. Assim como a diabetes e outras doenças, a pessoa que sofre com a depressão precisa de acompanhamento médico. Algumas pessoas fazem críticas do tipo: depressão é falta de fé, falta do que fazer, etc. Assim como a sociedade entende que uma pessoa tem diabetes e isso ocorre por um distúrbio orgânico e não por falta de fé, deve entender que a depressão é assim. Quanto mais pessoas abordarem o assunto, mais pessoas, assim espero, terão entendimento que depressão não é loucura nem frescura e também não é falta de Deus no coração! Bjs, linda!

    ResponderExcluir
  5. Fantástica a sua iniciativa em abordar assuntos como este! Todos somos passíveis desta doença! Ela não escolhe sexo, classe social, país, nada! Vai chegando de mansinho e tem gente que ainda sofre e nem sabe o que é isso!
    São poucas as pessoas que se propõem a estudar o assunto, infelizmente... e aí saem por aí falando besteira! Por isso considero tão importante a sua atitude: de informar, de abrir os olhos, de falar abertamente! Assim, as pessoas poderão entender melhor sobre esta triste doença!
    Eu realmente gostei bastante! Parabéns!
    Beijos,
    Ana

    http://blogdaana.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ah.. e já havia elogiado o blog antes mas vou repetir: tá lindo!!! ;-)
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  7. Nossa Nany!
    que lindo !! Amei suas palavras !
    beijos
    http://www.tatycamposblog.com/

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe sua opinião :)


Personalizado por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo